25
nov

0

Desafio 30 Dias

desafio 30 dias

Sumemu, gente! Como eu disse la no instagram, embolostrei! Sei porque, como e quando.  E resolvi criar vergonha na minha cara de bola de boliche!

Como aconteceu e por que aconteceu? Simples. Eu furei a dieta. Viajei pra competir, não consegui levar opções da dieta pra tantos dias. Na primeira viagem, fiquei 1 dia indo, 1 dia voltando e 3 dias em hotel. No hotel não havia opções da minha dieta. Na semana seguinte, viajei de novo e também não havia opções da minha dieta.

Verdade seja dita, na primeira dessa duas viagens, depois de sair do hotel às 10h da manhã, fazer a prova e chegar no hotel ás 19h, faminta e cansada, tinha festival de massas como jantar. E o que eu fiz? Mergulhei de cabeça nas massas. Não satisfeita, resolvi jacar com classe e comer sobremesa. Cheia de açúcar. Não satisfeita, eu quis sobremesa todos os dias. Eu não enfiei o pé na jaca. Enfiei logo minhas 4 rodas nela, atolei e lá fiquei a viagem toda.

“aaaahhh, tia Dani, mas você fez uma prova de triathlon. Você pode.”  Posso nada! Por causa da minha lesão medular alta (tenho lesão C7), meu metabolismo é mais lento que lesma dando ré! E, justamente porque eu fiz a prova, a semana antes e a depois (que eu tinha mais um triathlon) e a posterior à segunda prova, foram de treinos mais leves. E a regra é clara: comeu e não gastou? Embolostrou!

No dia seguinte à segunda prova, dei uma palestra e, após soltar o microfone, compareci ao jantar que também fazia parte do evento. Comi como se não houvesse amanhã, porque no dia anterior “aaaahhh tia Dani, você fez um triathlon”. Cheguei em casa passando mal e assim fiquei até 3h da manhã! Arrepiava. Não suava frio porque não transpiro. Não dormia, sentia vontade de vomitar.

Naquela madrugada do terror, eu resolvi que ia parar de graça e ia parar de furar a dieta! Comecei a reler algumas coisas que li no início do meu processo de mudança para a dieta low carb e decidi, por mim mesma, desafiar-me. Qual a vantagem de furar a dieta, passar mal, ficar inchada, e mais pesada pras provas? Daquele dia, até a última prova do ano, eu teria 28 dias, então resolvi fazer um desafio de 30 dias, pra emagrecer o que eu engordei (ou pelo menos um pouco).

Na manhã seguinte, decidi compartilhar minha meta nas redes sociais. Primeiro, porque as pessoas iriam me cobrar (e sim, me cobram!). Segundo, porque talvez mais pessoas topassem se juntar a mim e, um animando o outro, poderia ser muita gordura (que não significa muitos quilos) eliminada. Logo, eu comecei a receber muitas mensagens, de pessoas que toparam  o desafio e iriam fazer o mesmo! Achei o máximo!

O mais engraçado é que, no mesmo instante, e toda vez que falo que to fazendo o Desafio 30dias, recebo várias mensagem pedindo “me manda o que você está fazendo”. Ta bom!

Em que consiste o Desafio 30 dias? Consiste em VOCÊ NÃO FURAR A SUA DIETA POR 30 DIAS! É isso? Sim, é isso! Eu não vou furar a minha dieta e você não vai furar a sua. Fim! Eu vou fazer o meu treino e você vai fazer o seu, pra queimarmos a gordura estocada e termos mais saúde e qualidade de vida! Sem neura, sem segredos e sem fórmulas mágicas mirabolantes.

“ah, tia Dani. Mas eu não tenho uma dieta. Qual é a sua?” Aí é que está! A minha é minha! Pra minha lesão medular, pro meu metabolismo, pro tanto de treino que eu faço. Se você não tem a sua, tenho vários nutricionistas bons e a minha endócrino, pra te indicar!

“Nossa tia Dani, como você é má”. Não gente, não sou má! Simplesmente não sou nutricionista e não posso te falar pra fazer uma coisa, se eu não tenho formação pra isso.

Mas, pra vocês não ficarem me xingando daqueles nomes lindos que murcham qualquer jardim, eu falarei um pouco sobre a minha dieta, que tá mais pra estilo de vida. “Então porque você furou?”  Porque eu não sou neurótica!hahahaha

Há alguns (poucos) meses, decidi retirar mais algumas coisas da minha alimentação e partir pra dieta low carb. O que eu tirei da minha alimentação? O pouco açúcar que restava (joguei no lixo tudo que ainda tinha no armário da cozinha e comecei a ler mais rótulos ainda) e o pouco de farinha branca que restava na minha vida. Além disso, decidi baixar bastante a quantidade de carboidrato que eu coloco no prato. Até a quantidade de macarrão integral e arroz integral eu diminui pra menos da metade do que eu comia, tirei o pão integral e a aveia do café da manhã e dos lanches da tarde, e tirei o macarrão ou arroz do jantar. Também evito batata inglesa. A batata doce é indigesta pra mim.

Além disso, pra alegria do meu paladar, acrescentei gorduras boas na minha dieta. Elas incluem óleo de coco, leite de coco, abacate, pasta de amendoim, azeite, manteiga (não margarina), mais ovos, mais castanhas, gordura natural das carnes e até creme de leite e bacon. Mas bacon não dá câncer? O bacon artesanal, sem aquele montão de conservantes, não.

Mas você tá comendo gordura pra perder gordura? Sim, estou! Quem me acompanha no snapchat há algum tempo viu que deu resultado quando mostrei os resultados dos meus exames com a Dra Paula Leal. Parou de dar certo quando eu me entupi de farinha branca e açúcar nas viagens. Agora, voltei pra minha vida.

É fácil fazer essa dieta? Quem me acompanha no snap há alguns meses viu que as primeiras 5 semanas são o terror de qualquer pessoa! Eu sentia cansaço, mal humor, sonolência e queria comer tudo da geladeira, a geladeira, o pneu da cadeira de rodas, a cortina, o lençol…tudo mesmo! Depois das primeiras semanas, o corpo se adapta às novas fontes de energia e fica bem mais tranquilo! Todo mundo viu o que eu estava comendo todos os dias, e como foi delicioso, depois que passei do período de adaptação.

E quais os benefícios disso?

fonte: @coachtecomendes
fonte: @coachtecomendes

 

E o que posso comer?

fonte: @coachtecomendes
fonte:
@coachtecomendes

Nossa, mas que difícil! Na verdade, não é difícil! Nós fomos educados  de outra maneira. Mas pergunte à sua avó como era quando ela era criança e o que eles comiam. Nós temos que voltar a comer daquele jeito! Muitos legumes, verduras, carne. Naquela época, não tinha refrigerante, não tinha comida congelada, bolacha recheada, coisas em caixinhas. Comida com prazo de validade de 1 ano? 2 anos? Fala sério!

Nossa, como você ta radical! Tão radical que eu comi um montão de doces na viagem. Mas, estou tentando refinar ainda mais minha mudança de hábitos, que começou há 10 anos. E por que tudo isso? O que mais me motivou foram duas amigas que saíram vitoriosas do câncer e mudaram sua alimentação. Comecei a ler e pesquisar e descobrir os malefícios de algumas coisas, que nem são alimentos, como o açúcar, por exemplo.

E por onde eu posso começar?

por onde começar paleo

 

Como início de leitura e aprendizado, sugiro os seguintes instagrams, que levam aos sites e snapchats deles:

@coachtecomendes

@doutorbarakat

@laranesteruk

E o blog do Doutor Souto: http://www.lowcarb-paleo.com.br/

03
nov

0

Entenda a Campanha #VemComADani

IMG-20141207-WA0005

 

Gente, estamos na reta final da Campanha e tenho recebido muitas perguntas sobre ela. Esse post é uma forma de explicar tudim e deixar tudo transparente pra todos vocês, que tem me ajudado com tanto carinho!

Por que eu preciso de uma handbike nova

A minha handbike é de ferro. Ela pesa 3x mais do que a hand de alumínio, usada pelas outras atletas. Além disso,  ela não atende às especificações da UCI (Federação Internacional) pra grandes provas internacionais. Com a minha handbike atual, não posso participar de provas internacionais oficiais, nem de paraciclismo, nem de paratriathlon.

Recompensas

As recompensas são uma forma de agradecer a cada um pela ajuda!

O site que hospeda a campanha exige que a gente dê nome a cada uma das recompensas. E eu daria nome de que? De provas de corrida, claro! Lembrando que as recompensas são cumulativas. Então, a última recompensa (A corrida mais longa, a ajuda de valor mais alto) recebe todas as recompensas dos valores acima!! Quanto mais você doar, mais recompensas ganha.

A Corrida da Caixa foi minha primeira prova da vida, em 2009. Não dava pra começar a dar nomes às recompensas, e deixá-la de fora! Aqui, a recompensa é  o seu  nome na lista que publicarei aqui no blog, ao final da campanha.

Meia Maratona do Rio – foi a minha primeira Meia, em 2010! Escolhi o nome da prova pra segunda recompensa. E essa é um cartão que escreverei a mão, pra cada pessoa que escolher contribuir aqui.

Revezamento Bertioga-Maresias foi minha última prova em pé! Uma prova muito especial e inesquecível! A recompensa aqui, além das acima, é um moleskine personalizado, pra você anotar todos os seus gastos com provas e ver se dá pra fazer mais uma inscrição!rsrs

A Golden Four é uma prova especial, pois eu esperei pra corrê-la por 3 anos (quem me acompanha sabe de toda a história) e aqui, além das recompensas acima, vem uma camiseta de corrida 🙂

A Maratona de NY é um sonho pra todo corredor, inclusive pra mim! Era pra ter feito esse ano, mas com a minha handbike atual, e com o dólar nas alturas, não deu. Se você escolher colaborar na recompensa desse nome, vc ganhará um mês de planilha personalizada da Fun Sports. Se você já corre, uma ótima oportunidade de melhor seu desempenho com a ajuda dos meus treinadores. E se você não corre, nem caminha, e ta morando na preguiça, taí sua chance de sair do sofá e começar uma atividade física orientada por profissionais. É só contribuir no valor dessa recompensa!

O Circuito do Sol é uma das recompensas mais legais, porque aqui você vai mesmo ganhar uma inscrição de corrida! Além de ganhar a camiseta e a planilha personalizada da Fun Sports (e todas as demais recompensas acima), você ainda poderá escolher uma das etapas do Circuito do Sol em 2016! Organizada pela O2, essa prova acontece em 4 cidades diferentes, então você pode escolher a que fica mais perto de você ou a que você quer conhecer. E se você for empresário, pode sortear a inscrição entre seus funcionários e incentivar o esporte e a qualidade de vida dentro da sa empresa!

A recompensa Maratona de Boston  leva esse nome por ser tão especial pra todos os corredores. Afinal, todo mundo quer índice pra estar lá! E se você contribuir no valor dessa recompensa, além de todas as acima, eu ainda irei até você, pra dar a palestra Por Uma Vida Saudável Sobre Rodas, na sua empresa ou na instituição que você escolher. Adequada a todo tipo de público, eu falo o que eu aprendi nesses 3 anos de cadeira e como isso pode ajudar você na vida pessoal e profissional. Além disso, falo como a corrida salvou minha vida 3 vezes e como a atividade física influencia nossa vida em todos os campos. Deve ser uma palestra boa, porque quem assiste bate palma no final rsrsrs

Comrades.  A recompensa leva esse nome pois é uma ultramaratona, uma prova desafiadora e recompensadora. O valor da doação condiz com isso, pois a recompensa é eu estampar o nome da sua empresa na handbike nova e leva-la comigo pra onde eu for, mostrando que você, empresário, apoia o paradesporto e uma atleta que se esforçará pra levar sua marca pro degrau mais alto do pódio!

W21K Asics

Valores

A Campanha toda está no valor de 35mil reais. A que se destina?

A handbike de alumínio que será comprada, é da marca Top End, modelo Force RX. Ela é americana e custa 5,5 mil dólares. Então, transformamos esse valor em reais. Além disso, ainda terei que arcar com as taxas de importação, que infelizmente não são baixas.

Ainda, o site Kickante cobra a porcentagem deles pra hospedar a campanha. Atingindo ou ultrapassando o valor de 35mil reais, o Kickante cobra 12% do valor.

Caso eu nao atinja os 35mil até o fim do prazo, eles cobram 17% do valor, pra eu retirar o que foi arrecadado.

Ou seja, o melhor negócio é bater ou ultrapassar a meta, pra que paguemos uma taxa menor pra eles!

Se sobrar dinheiro

Me perguntaram: “Dani, e se conseguirmos ultrapassar os 35mil? O que você vai fazer com o resto do dinheiro que sobrar?”

Bom gente, como vocês sabem, meu esporte é o triathlon! Usamos a handbike pro ciclismo e a cadeira de atletismo na corrida. E eu não tenho cadeira de atletismo! Eu uso uma emprestada, da equipe de Taubaté, que é de ferro e eu só posso pegar em dias de prova. Ou seja, eu não treino a corrida!

Se sobrar dinheiro, eu vou guardar pra comprar essa cadeira! Também será de alumínio, da marca Top End, a mesma marca da handbike. O valor da cadeira é 3,5mil dólares.

O que você vai fazer com a handbike que tem hoje?”

Essa foi outra pergunta que eu ouvi. Perguntaram “por que você não vende e coloca o dinheiro na campanha?”

Pelo simples fato de que eu ganhei a minha handbike atual! Ela vale 2mil reais. O combinado era eu devolver pra quem me deu, assim que eu conseguisse uma hand melhor. Assim, eles poderiam dar pra outra pessoa.

Porém, conversando com eles, decidimos fazer o seguinte:

Pernas

Todos sabem que eu sou madrinha do Projeto Pernas de Aluguel. São corredores voluntários que empurram crianças deficientes nas provas de corrida. Eu vou doar a handbike pro Pernas! Assim, eles poderão rifar. Com o dinheiro da rifa, poderão comprar mais triciclos, pra levar mais crianças pras provas. E assim, um cadeirante que não tenha condições de comprar uma handbike igual à que eu tenho hoje, poderá ganhá-la na rifa, tendo pago muito menos, ou ainda ganhando de algum amigo que comprou a rifa pra ajudar.

Me ajudando a ter a minha handbike nova, você poderá ajudar muito mais gente!

Já pensou nisso?

Quer colaborar? Clica aqui!

http://www.kickante.com.br/campanhas/vem-com-dani-0

E se você ainda não assistiu o vídeo da campanha, é só clicar lá no kickante mesmo, ou assistir por aqui  🙂